O que é uma fatura certificada?

A fatura certificada passa por um processo que garante que o documento posto à disposição de quem o consulta não sofreu alterações e se encontra de acordo com a normalização técnico-legal exarada pela Autoridade Tributária. Aqui na Glovo, em todas as quinzenas, recebes um reporte e uma fatura certificada. É este o documento que deves submeter ao Portal das Finanças ao início de cada mês.

Como recebes as faturas certificadas?

Os estafetas que colaboram com a Glovo possuem acesso à plataforma Business@Mail, onde têm todas as faturas e documentos financeiros. Desta forma, sempre que enviarmos novas faturas, receberás um e-mail do remetente notificaciones@businessmail.net a avisar que estas já estão disponíveis na plataforma. Caso não descarregues a fatura em até quatro dias, outro e-mail será enviado a avisar que ainda tens documentos pendentes. Podes aceder às tuas faturas na plataforma Business@Mail sempre que desejares.

É assim que se parece:

Parte superior do documento

No lado direito consta:

  • Fatura / 103 N. 33: Dados da plataforma que certifica as faturas
  • FT 2020A103/33: Número da fatura certificada. É este número ressaltado em vermelho que deves incluir no campo “Número da Fatura” ao comunicares os teus ganhos no Portal das Finanças (vê aqui o passo a passo para fazeres isto). Estes números alteram-se de acordo com a quinzena e o Número de Identificação Fiscal (NIF) de cada estafeta que colabora com a Glovo.
  • Navision Nº: Código de registo utilizado pela plataforma em que a Glovo emite as faturas.
  • Dados gerais sobre a Glovo em Portugal.

No lado esquerdo tens os teus dados pessoais como nome, endereço e número do contribuinte.

Parte central do documento

  • Na faixa azul é importante que notes a data de emissão e o vencimento do documento, que devem estar em acordo com a época em que necessitas comunicar as faturas ao Portal das Finanças.
  • Na faixa cinza, tens a designação da fatura, a quantidade, o preço unitário, a taxa de IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado – se aplicável), IRS (Imposto sobre Rendimento das Pessoas Singulares – se aplicável) e o Total.
  • Abaixo da faixa cinza poderás encontrar valores e linhas diferentes de honorários, mas não te preocupes: o que importa é o somatório final destes valores e as taxas de IVA e IRS aplicadas a ti. Nota que, no caso da fatura de exemplo, o estafeta possui regime de IVA de 23% e retém IRS em 11,5%. Em muitos casos, há pessoas isentas de IVA e que não retêm IRS.

Parte de baixo do documento

Ao fim do documento, tens o valor total líquido que recebeste, a base de incidência de IVA, o total de IVA acrescentado ao valor que recebeste (no caso desta fatura, pagámos 23% a mais ao estafeta) e o valor total de IRS (11.5% os quais descontamos a percentagem que se aplica ao estafeta e pagamos diretamente ao estado). Por fim, tens:

  • Total do documento: o somatório do valor líquido (875.90) + total de IVA (201.46) + total de IRS (100.73) = € 1.077,36.
  • Total neto: é o valor final que recebeste neste período e que considera o total líquido (875.90) + total de IVA (201.46) – total IRS (100.73) = €976,63.

Atenção: Nós só vamos verificar o regime de IVA aplicado a ti no momento em que te inscreves na plataforma. Quaisquer alterações no regime de IVA, IRS e nos teus dados pessoais devem ser informadas à Glovo através da secção “Outros” da tua árvore de contacto na app.

Este artigo foi útil para ti?